terça-feira, 28 de agosto de 2012

LARANJA PODRE.

Já dizia minha mãe: "Uma laranja podre em uma caixa, faz o maior estrago, de certo estraga metade delas.". Grande sabedoria tinha minha mãe embora não muito letrada, tinha uma visão que poucos acadêmicos tem.
Essa história da laranja é uma metáfora, que exemplifica que uma pessoa com seu poder de persuasão, muda a atitude, o modo de pensar dos que estão a  sua volta, contaminando com ideias maldosas e prejudiciais a alguma situação ou alguém que seja seu alvo, é o verdadeiro enviado do caos.
O título assim dado como "enviado do caos", é dado a pessoas que sozinhas não conseguem resolver problemas por si só, necessitam para  isso um esquadrão para colocar algum plano em prática, motivado por "n" motivos, inveja, incapacidade, autoafirmação, maldade, notoriedade, etc.
Assim que são recrutados os seguidores que até então eram pessoas normais, começam a agir de forma estranha e comprar uma ideia deturpada da situação ou de alguém, sem esclarecer os fatos, ou analisar o que realmente acontece, seguem o plano de olhos fechados. Porque o enviado não quer ir para o inferno sozinho, tem que carregar sempre um bando consigo. Mas quem embarca nessa furada, até merece perdão, pecam por ignorância  ou por um laço de amizade, ou sabe-se lá porque.
Temos que ser vigilantes com nossas atitudes, analisar, refletir, procurar dosar os lados para saber para onde devemos seguir. Ou não seguir nenhum, seguir sua consciência, ter empatia, e senso de justiça.
Sabemos perfeitamente que a relação entre pessoas é por muitas vezes difícil, somos diferentes, e lidar com a diversidade é complicado, porém para seres pensantes o  importante é repeito, mesmo sem concordar, mas para aqueles que não pensam ainda, só há  uma saída, rezemos por eles. AMÈM.



quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Essa tal felicidade.

Outro dia  assisti um programa que o tema era "felicidade". Muitas opiniões foram dadas a respeito do que era a tal felicidade e como chegar até ela.
Uma coisa é certa, todas as respostas mostravam um só caminho a família. Foi perguntado a uma monja   budísta, ela disse que era a meditação e estar junto dos seus, para um psicólogo, era receber um telefonema no meio do dia de trabalho de seus filhos, para um escritor , estar junto do filho aos finais de semana, para um artísta depressivo os medicamentos que lhe davam o suporte para a boa convivência no lar,e assim seguiu o programa, com varias respostas sobre o tema "felicidade".
A família claro que é algo que nos traz felicidade, é o aconchego, e o carinho é o amor. Mas ser feliz independe do outro, ser feliz é algo dentro de cada um de nós;esperar do outro chama-se carência.
As pessoas devem se completar só isso, não viver em função da felicidade dos outros. O "ter" para muitos também pode ser sinônimo de felicidade, claro dinheiro ajuda principalmente em uma sociedade capitalista como a que vivemos, entretanto ele não é garantia para absolutamente nada, talvez seja o ponto de interrogação para muita gente que pode até pensar:"gosta de mim pelo que eu sou, ou pelo que tenho e posso proporcionar?", certeza nunca terá.
A felicidade não é uma constante são momentos, muitas vezes donos de uma simplicidade que emociona e passageiros. E na realidade a felicidade é a procura, e buscamos incessantemente alcança-la e corremos atrás dela a vida toda. Viver momentos felizes não significa te-la sob controle. Todavia a procura pode ser curta, talvez dependa unica e exclusivamente de um mergulho profundo dentro de cada um de nós, o encontro dessa tal felicidade.

SEDUÇÃO

A sedução envolve a vida de todos. Somos seduzidos por produtos, propaganda, por cheiros e sabores, e até pela tecnologia. Porém vamos tratar aqui de sedução por pessoas, o poder de seduzir, e se fazer seduzir, qual o limite e até onde pode chegar para não cair na vulgaridade.
A sedução propriamente dita envolve olhares marcantes, palavras bem colocadas,  o jeito ao caminhar,e cheiros, isto mesmo cheiros, porque para que haja sedução o principio básico é que exista química. É como uma caça.
Manter o bom humor já é um bom começo, as pessoas gostam de estar perto de quem carrega a positividade consigo. A auto confiança de quem seduz,encanta, estar bem e ter a certeza disto, traz segurança para si. Não procurar incorporar personagens, nada mais sedutor do que ter personalidade, e acreditar no seu potencial, ter repertório adequado, para que a conversa flua e chame a atenção.
Entretanto, o alvo tem que ser único, ficar atirando para todos os lados não leva a nada, a não ser a vulgaridade, o auto elogio é banal, acreditar em si é uma coisa, agora querer ser o centro de tudo é egoísmo narcisista, coisa que ninguém admira, muito pelo contrário ficar se gabando de feitos esta fora de moda, preze pelo simples e sera uma escolha acertada.
A sedução implica em charme, não em beleza, todos tem esta capacidade o que falta é exercitar, comece seduzindo a si mesmo, com atitudes positivas, auto astral e amor pela vida, e sem muito esforço já estará chamando a atenção para si, isto é sedução.


domingo, 19 de agosto de 2012

encontro sesi 221- 18/08/2012

É disto que falei no post anterior, talvez com imagens seja mais fácil de entender...






















E a gente era assim:





As vezes imagens falam mais que palavras. Todos nós temos uma história, e não fazemos nosso texto sozinhos. É que importa realmente na vida é saber preservar o que é importante,
neste caso os "amigos".

sábado, 18 de agosto de 2012

TURMA DE 79....RESGATE DE UMA VIDA NÃO TÃO DISTANTE ASSIM....parte II

A vida é feita de momentos, e hoje certamente vivi um destes momentos felizes e que foi marcante, e dinheiro nenhum pode pagar, porque emoção e amigos não tem preço.
Como todos os anos acontece hoje foi o dia do "Encontro dos alunos formandos 79 SESI 221", imagine a emoção de rever amigos que há 33 anos não via, embora esse encontro é realizado todos os anos, sempre um novo membro é resgatado, causa que nos trás muita felicidade.
Muitos podem até achar piegas e sem noção tudo isso, mas para nós de 79, é algo  muito importante, claro seguimos nossas vidas, trabalhamos, temos nossa rotina, mas também temos amigos. Falo de mim e sei da importância que cada um tem em minha vida e quanto são necessários, é praticamente um resgate daquilo que fui, porque consigo ver no olho de cada  um pouco de mim, e lá existe uma coisa que hoje é raro, é amor de amigo, que tempo nenhum apaga.
Muitos desses amigos que amo de verdade foram fundamentais em uma época das mais difíceis que passei, e eles era tudo que eu tinha e através da tela do meu PC me ergueram e me fizeram ter uma visão de vida melhor e mais otimista, ainda fazem... são meus companheiros e minha companhia. O que posso fazer a não ser agradecer, aos que já estão comigo há algum tempo e aos que estão chegando, um imenso obrigado. Os que não puderam vir, o que posso dizer é que sentimos falta, mas outros virão.
E em especial OBRIGADA pelo dia de hoje, a minha vida é feita de capítulos, hoje foi especial e nesta historia que não termina aqui não existem coadjuvantes, somos todos protagonistas...
E você que lê agora e não está entendendo direito, uma dica você tem um passado resgate ele, a internet  esta cheia de possibilidades, procure seus amigos, só é infeliz e sozinho quem quer...
Hoje estou muito feliz, passei horas maravilhosas e deixo aqui um beijo imenso a todos que me trouxeram esta alegria, Diolphen,  Rô, Soninha,Suely, Eliana,Sineta, Marcia, Nadia, Edgar, Moacir, Nilson, Wilson, Rildo, Ivan,Mauro, José Hamilton, Fernando, Rosana, Chico do Boné, Elieser, Angela, vocês fazem parte da minha história, e hoje 33 anos depois fazem parte da minha vida. Obrigada por isso.




sexta-feira, 17 de agosto de 2012

"Hay que buscarse um amante"

O texto a seguir, não é meu, pertence a  de Jorge Bucay, um psiquiatra argentino nascido em Buenos Aires, que exerce sua profissão na Argentina, México e Espanha, dirigindo cursos de psicologia. Autor de vários livros, quando fala de seu sucesso  responde:"Escrevo apenas livros para pensar."
Realmente é isso, não é apenas ler, há de se pensar no que foi lido e praticar na vida, e neste texto que posto, foi causa não só de pensamento, mas um profundo encantamento, em uma grande verdade da vida, que se disfarça, mas na realidade é tudo que se almeja.
Portanto, leia e pense.
BUSQUE UM AMANTE
Amante é "aquilo que nos apaixona".
É o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono, e é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.
O nosso amante é aquilo que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta. É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.

Às vezes encontramos o nosso amante em nosso parceiro, outras em alguém que não é nosso parceiro, mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis. Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música ou na política, no esporte ou no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente ou na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto...
Enfim, é "alguém" ou "algo" que nos faz "namorar" a vida e nos afasta do triste destino de "ir levando". E o que é "ir levando"? É ter medo de viver. É vigiar a forma como outros vivem, é se deixar dominar pela pressão, é perambular por consultórios médicos, é tomar remédios multicoloridos, é afastar-se do que é gratificante, é observar decepcionado cada ruga que o espelho mostra, é se aborrecer com o calor ou frio, com a umidade ou a chuva. "Ir levando" é adiar a possibilidade de desfrutar o "hoje", fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão de que talvez possamos realizar algo amanhã.
Por favor, não contente com "ir levando", procure ou busque um amante, seja também um amante e um protagonista da SUA VIDA. Acredite: o trágico não é morrer, afinal a morte tem boa memória e nunca se esqueceu de ninguém. O trágico é desistir de viver, por isso, sem mais delongas, procure um amante.
"Para se estar satisfeito, ativo e sentir-se jovem e feliz, é preciso namorar a vida".
Dr. Jorge Bucay,
tradução do original "Hay que buscarse um amante"

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Quando a "honra" era lavada com sangue.

Há alguns dias em um capítulo da  Novela Gabriela (baseado na obra de Jorge Amado), foi exibida uma cena das mais marcantes que retrata exatamente como era a sociedade brasileira na década de 20, principalmente no nordeste, onde quem comandavam eram os coronéis.
Bem foi o momento em que o coronel Jesuíno flagra a traição de sua esposa D. Sinhazinha com o dentista Osmundo na cama, e assassina os dois. E na cidade a grande maioria apoiou, coronéis e carolas. Justificando tal ato, que a honra deveria ser lavada com sangue.
E em um passado recente também era comum essa prática. A mulher era vista como um "ser" de segunda classe, que devia somente obediência ao seu amo e senhor e satisfazer suas vontades sem direito nenhum que fosse prazeroso, era usada, por esse famigerado "marido".
Bem, os tempos mudaram e adultério acredito não ser mais crime, mas ainda matam, mas agora os assassinos são punidos na forma da lei. Ainda batem mas se denunciados forem, também a lei é aplicada em seu rigor.
Porém ainda existem mulheres como aquelas da década de 20 que são humilhadas,usadas e espancadas, física e psicologicamente.Uma pena, em uma sociedade como a nossa não cabê mais este comportamento.mas sabemos perfeitamente que isto acontece, talvez por ignorância ou submissão financeira. Não culpo as mulheres, mas sim a forma que todos foram educados, onde o homem é considerado mais capacitado, mais importante , um ser superior.
A sociedade mudou, e acredito que estamos educando nossos meninos e meninas  a terem respeito, carinho e senso de igualdade, e acreditem as responsáveis por essa mudança somos nós mães.O nosso papel é de suma importância . Eduque com sabedoria, para que possamos chorar menos futuramente.


sexta-feira, 3 de agosto de 2012

A decepção pode acontecer, mas ela nasceu de alguém que admirava...

Hoje me perguntaram se sofri decepção em minha vida. Minha resposta foi: muitas; inúmeras; talvez incontáveis.  Alimentamos muitas expectativas nas pessoas, mas isso não me causa mágoas, aprendi a conviver, com a frase " a vida é assim", a partir do princípio que haja convivência e interação com o outro devemos estar preparados para que isso aconteça, e não somos santos ou coitados, decepcionamos o outro também.
A criação de expectativas é o pior dos sentidos, ninguém conhece o outro, o talvez nem conheça a si próprio, ninguém é perfeito, todos estamos sujeitos a enganos. O pior erro é esperar muito do outro, pois isso é difícil , as pessoas tem limite, chegam até um certo ponto e chega.
Tenho comigo que a decepção é uma excelente professora, ela ensina a viver, e te torna mais forte, no entanto mais duro e mais seletivo.

Todavia,ainda é melhor conviver e decepcionar-se do que viver em solidão , decepcionando-se todos os dias consigo mesmo.

A decepção pode acontecer, mas ela nasceu de alguém que admirava, pense depois que passar a mágoa, se não vale a pena perdoar...e perdoe!