domingo, 16 de junho de 2013

VEM PRA RUA!!!

Vem pra rua, a causa é minha, é sua, é de todo um país.
Não é uma lutar por "vinténs", é uma luta contra o conformismo, enfim saímos da zona de conforto, acordamos!!! os R$ 0,20, só foi a gota que faltava para o copo encher.
É o gigante que todos sabemos que existe dentro de nós que se levanta para dizer que não queremos mais ser reféns de nós mesmos, que queremos transporte decente , educação de qualidade, saúde com respeito, segurança para nós e para nossa família.
Queremos os políticos condenados por corrupção presos e não estudantes detidos por portar vinagre.
Queremos as ruas para a Parada Gay, para a passeata das vadias, para os ciclistas e para protestar também, mas sem a violência que foi televisionada, e ficou feio perante o mundo a truculência usada.
Queremos uma polícia preparada para negociar conflitos, uma polícia que protege o povo. Porque os policias são povo também, e tem muito para protestar, vem pra rua também.
Simples assim.


quinta-feira, 13 de junho de 2013

Quem é baderneiro e vagabundo da história?

Todas as mudanças que ocorreram neste país, foram feitas pela mão do povo, Povo esse taxado de baderneiro e vagabundo, mas graças a esse povo o país é hoje democrático.

Assim foi em 1968 em plena ditadura; em 1984 no movimento pelas DIRETAS, em 1992 quando os estudantes cara pintadas pediram o impeachment do então presidente Fernando Collor.

Hoje vejo na manifestação contra o aumento da tarifa do ônibus , não uma luta por R$0,20, mas por um transporte melhor. É muito fácil, criticar a manifestação dentro de um carro com banco de couro e ar condicionado, e reclamando que o transito está caótico por conta de pobres vagabundos, que deveriam estar na periferia onde é o verdadeiro lugar destas abomináveis criaturas. 

Não são vagabundos, são trabalhadores e estudantes que necessitam de transporte digno, e vou mais além, é uma luta por espaço, espaço este que lhes é tirado pouco a pouco sem dó nem piedade.

O centro ao ver desses olhos burgueses, não pertence aos suburbanos salvo das 7 às 18,de segunda a sexta,  onde faz esse Estado produzir, fora destes dias e horário não são bem vindos, não pertencem ao todo poderoso espaço.

Este bando de vagabundos baderneiros acordam todos os dias pela madrugada, usam várias conduções em condições horríveis e superlotadas para fazer esse Estado enriquecer, e não tem hora certa para retorno, caminho feito por um transporte público que é um lixo, que é tarifado por R$ 3,20.

Este povo Zé Ninguém, este povo tem nome e sobrenome, e tem voz.

Agora eu pergunto, quem é mesmo o vagabundo da história?